segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Propaganda Enganosa

Cabelos novos

No metrô, a caminho do trabalho, uma senhora observa meu novo corte de cabelo, certamente muito excêntrico para o seu gosto. Ela se aproxima e dispara sem pensar duas vezes:
“Mas que cabelo horrível, filho!”

Fiquei muito feliz. Mesmo com a resposta negativa, aquela reação provava que, de uma maneira ou de outra, meu corte novo havia causado comoção. Incomodou tanto aquela senhora que fez com que expressasse sua opinião, sua insatisfação, seu desconforto. Fez com que deixasse de ser nula dentro daquele vagão, fez com que seus neurônios das modas se agitassem num frêmito tão intenso que não puderam se controlar e, finalmente, num clímax tão inegável e espontâneo que a frase nasceu. Uma explosão pouco cortês, mas muito louvável.

Encaro a rotunda mulher por alguns segundos e quando vou respondê-la, ela saca algo de sua bolsa. É um cartão de visitas. “Sônia Cabeleireira”

Era publipost.


3 comentários:

  1. Quase morri de rir. O Didi veio me perguntar do que eu tava rindo. Amei, amor! Você vai estar no blog amanhã. Beijo!

    ResponderExcluir
  2. É como ela diz:

    I'll always put in one controversial item, it makes people talk.
    Dorothy Draper

    ResponderExcluir
  3. Já tive o mesmo corte e já ouvi o mesmo comentário - de uma cabelereira! huahuahuahuhauha

    ResponderExcluir