segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Um fashionista se faz com livros!

 

Não é novidade para ninguém aquela ladainha que versa sobre a importância da leitura. Peço desculpas a quem já se cansou dessa conversa, mas eu sou da turma que bate nessa tecla. Quem lê sabe defender melhor suas ideias e leva vantagem em diversas situações. Entrevistas de emprego, assinatura de contratos e por aí vai…

Quem lê adquire vocabulário e fala melhor. E quem fala melhor, meus amigos, move montanhas! De Jesus Cristo a Barack Obama, os grandes líderes têm todos uma característica comum: retórica excelente. Não pense você que esse pessoal nasceu sabendo ser tão persuasivo!

Obama
“Ler é batuta, minha gente!”

Outra vantagem em manter a leitura em dia: fortalecimento de senso crítico. Quem lê mais, aceita menos.

Claro que quantidade não significa nada. Melhor ler um livro bom a ler dez porcarias. Vamos combinar que Crepúsculo nunca deixou ninguém mais inteligente…

Esse parlatório todo tem justificativa. É tamanha a quantidade de besteiras que lemos na blogosfera que eu fico até um pouco (mais) descorado. Ter blog de moda hoje é hype. Acontece que na maioria das vezes o indivíduo que abre uma conta no blogger não faz a menor ideia daquilo que está falando e acaba por produzir uma verdadeira antologia de besteiras e absurdos. Isso sem falar em quem se mete a ser crítico de moda. É preciso ter humildade o bastante para assumir que não se sabe fazer alguma coisa. Eu não tenho repertório suficiente para criticar um Alexandre Herchcovitch, uma Huis Clos, um Ronaldo Fraga, portanto, mantenho minha boca bem fechadinha e meus olhos e ouvidos bem abertos. Não sabe, não faz!

Crepúsculo
“Nosa! Li Crepusculo i agora sou uma ispesialista em moda! xD So feshonista! kkkkkkk”

É um festival de “olha a bolsa que eu comprei”, “olha esse look fabulous!” e mais uma boa dúzia de frases feitas… Give me a break! Eu trabalho pelo fortalecimento da comunicação de moda e fico extremamente aborrecido quando vejo os “pseudo-avatares” (RODRIGUES, Lula) gongando desfiles de gente importante sem nem saber do que estão falando.

Então, meus caros é hora e vez de adquirir conteúdo! Larguem o Perez Hilton em peguem-se com James Laver! Deem um tempo do Just Jared e folheiem Françoise Vincent-Ricard! Saiam do Looklet por dez minutos e deem uma navegada no wwd.com entendem? Não é necessário ser um expert, mas adquirir repertório atenua muito as suas chances de falar bobagem. E ninguém gosta de falar bobagem, não é?

Françoise Vincent Ricard James Laver
“As espirais da moda” e “A roupa e a moda – uma história concisa” MUST READ!

Façamos com que os membros do Olimpo Fashion leiam nossos blogs e vertam lágrimas de orgulho e felicidade! Por isso, tomo a liberdade de alterar as palavras de Monteiro Lobato quando digo que um (bom) fashionista se faz com livros!

7 comentários:

  1. Augusto, eu tenho um blog e as vezes tenho a sensação de falar bobagens, mas você não acha que todos tem seus momentos de escapismos?

    Há quem assista BBB, outros que amam Facebook.. e os de outro é fingir ser um importante da moda e criticar só por criticar só por criticar..

    Ah também não podemos nos esquecer que cada blog tem seu publico alvo...

    " A vida é um jogo de inflências" onde cada pessoa fala com o outro tentando convencer daquilo que faz.

    Então por favor, se eu estiver falando muita abobrinha, por favor me diga e tentarei me recobrar!

    by the way* adoro seu blog, suas palavras afiadas e entendi o recado!

    ResponderExcluir
  2. Sobre livros de moda ou que falam , tem uma lista gigante !!

    De autores eu que me lembro agora vou citar Gilda de Melo e Souza, Gilles Lipovetsky , Pierre Bourdieu e por ai vai.

    Ou seja ' desliga a tv e vai ler um livro '

    ResponderExcluir
  3. Parabéns!!!! Sou leitora assídua do seu blog e vejo como carece de qualidade a blogosfera justamente por uma (má) interpretação do que se lê. Falta pesquisa, decoro, ética, conhecimento...

    E os títulos que você citou são ótimos!!! Tenho os dois pois realizo pesquisa de doutorado. E olha, nem pesquiso Moda, mas práticas de vestir na Antiguidade e me obrigo a ler coisas sobre Moda, pois é impossivel você falar de um sem entender o outro. A Thais está certíssima, títulos para entender sobre moda não faltam!

    Será que essa falta de interesse pela leitura, especilamente em Moda (talvez pelo apelo à imagem que - inevitavelmente - existe) se deve a falta de incentivo na própria Blogosfera? Ok. Qualquer pessoa que deseja escrever sobre algum assunto tem como NORMA ler e estudar. E se não souber, ficar calado. Mas se houvesse uma divulgação dos blogueiros, um incentivo a titulos, será que esse moviemnto não poderia mudar? Eu penso que sim.

    Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  4. post idiota e poser

    ResponderExcluir
  5. Ótimo texto, Augusto!
    A minha paixão pela Moda veio, primeiro, dos livros.
    Ontem disse no twitter que tinha vergonha de ter a mesma idade que algumas pessoas. Quis dizer que a maioria dos de vinte e poucos anos, atualmente, são muito vazias e sem a mínima capacidade de refletir/argumentar inclusive quando o assunto é Moda.

    Já outras pessoas da minha faixa etária me dão um certo orgulho pela capacidade de expressão. Você é uma delas ;D

    ResponderExcluir
  6. E para quem quer ler mais: não é só lendo sobre Moda que se aprende Moda.
    Eu comecei com Gombrich e a História da Arte, e a partir dali descobri vários interesses, inclusive o amor pela Moda. Mas esse foi, talvez, o livro mais útil para construir meus pensamentos... inclusive na faculdade, de MODA.

    ResponderExcluir
  7. Olá Augusto, estou totalmente de acordo com o que diz, acho importante as pessoas entenderem q um post na internet leva 10 minutos para ser feito, enquanto uma mesma quantidade de texto em um livro pode chegar a demorar anos, o peso desse tempo tem valor.
    No Brasil sinto uma grande falta de cultura de moda, principalmente masculina, vejo tentativas isoladas mas que sempre acabam emperrando em algo.
    Eu mesmo, tenho uma marca de camisaria masculina, http://contofigueira.com.br/pt/index.html
    tento ressaltar a cultura brasileira e sempre ver novos caminhos que sejam condizentes com nossa realidade, é uma tarefa que requer paciencia mas tenho visto que uma parcela das pessoas já começa a olhar com bons olhos esta analise mais aprumada, muito diferente da realidade de 5 anos atrás por ex, fator que ainda não sei muito bem como explicar.
    Tenho tbm um blog, e analiso alguns looks, tento sempre me lembrar do que li pra fazer meus embasamentos como por ex:
    http://contofigueira.com.br/guiadecompras/lookbook-parte-2/

    Parabéns pelo post, contente de encontrar pensamentos semelhantes!

    ResponderExcluir