quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Fashion No No's - First Date Edition (o que NÃO vestir no primeiro encontro)

Hipotetizemos: Você conheceu um guapo - ou guapa - pela internet (na verdade conheceu pelo Chat Amizade, mas tem vergonha de contar) e finalmente, depois de algumas semanas de enrolação e flerte clichê, resolveu marcar um encontro. Tudo parece bem, mas vocês se encontram e você percebe que seu pretendente teve a competência de montar o look mais cafona do planeta Mundo.

Para evitar esse tipo de constrangimento - de ambas as partes - mergulhei-me em profundas e sólidas pesquisas e montei essa singela lista. São as dez peças broxada-garantida que devem ser E-VI-TA-DAS no primeiro encontro. Afinal, você sabem o que dizem por aí sobre as primeiras impressões, né?...


Bermuda e Chinelão

Vamos abrir os trabalhos com um duo-desastre: a bermuda, que geralmente foi comprada em uma loja de surf vagabunda, e o chinelão. Para início de conversa, se você não está limpando o quintal, ou a menos de 1km de qualquer praia do mundo, essa combinação é estritamente proibida (ficadica pra quem adora ir pra faculdade assim). Ir ao primeiro encontro de bermuda e chinelão denota falta de zelo com a própria imagem. E se nem você cuida de si mesmo, eu é que não vou cuidar, né beuabô? Botãozinho do "next" pra você!

Regata

Fiquei apoplético com a fúria que as mulheres nutrem contra a camiseta regata. Convenhamos, não é muito adequada para o convívio social em meio urbano, mas essa peça me parecia ser menos odiada do que pensei. Portanto, homens, guardem suas camisetas regata para o jogo de futebol ou para tomar sol em Cubatão. Na hora de sair, prefira alguma coisa com MANGAS.

Papete

Já dissertei sobre as papetes aqui, mas parece que vocês não aprendem! Elas surgiram nos anos 90, mas se tratava de uma pegadinha do setor calçadista que foi longe demais. Em dias de calor, prefira uma sandália masculina - para referências, dê uma olhada nos desfiles da última temporada de Milão. As sandálias deixarão seus pés fresquinhos e nada cafona. Se você tem pés feios... use tênis.


Calcinha da Bridget Jones

Quer broxar um homem? Vista um paraquedas em vez da calcinha! E de preferência de uma cor beeeem sensual, como o bege - não é nude, BEGE mesmo! As calcinhas grandes são realmente assustadoras. Isso se deve, em partes, porque quem as vê fica se imaginando se o seu derrière - eufemismo pra "bunda" - está tão caído a ponto de precisar de um suporte tão reforçado. O eleitorado masculino alega que essa modalidade de lingerie os faz lembrar de suas mães. Bizarro, não?

Roupinha de Ver Deus

Nos tempos de nossos pais, havia uma muda de roupas especial para casamentos, aniversários chiques, comemorações importantes e idas à missa, a chamada Roupa de Domingo. Os espanhóis do clã dos Paz a apelidaram de Roupinha de Ver Deus. Fofo né? Esse é o problema, ninguém quer copular - eufemismo para "transar" - com pessoas fofas. Guarde a camisa engomadinha e a calça vincada para outras oportunidades. Para quem gosta do estilo "arrumadinho", vale a pena pesquisar os "neo dandies" e os "preppies".

Camisa de Time

O statement que a peça transmite é simples e bastante contundente: "sou fanático pelo meu time!" E, meninos, uma dica: a mulheres não gostam de homens que gostem mais de futebol do que delas. Prefira uma camiseta básica. Não tem problema se for lisa, nesses casos é melhor pecar pela simplicidade, afinal, a imagem que você pretende passar é a de que você é um partidão e não um ostrogodo que gira lata de cerveja na arquibancada.

Decotão de Beeshkatschy

Amiguinha, se você se deu ao trabalho de marcar um encontro com o seu pretendente, é bem provável que não vai querer que ele pense que você é uma messalina - eufemismo pra "quenga". Há outras maneiras bem mais chiques de fazer a linha sensual. Transparências discretas, rendas e perfume costumam dar mais certo. Não entregue o ouro de uma vez só, ok? Valorize-se - pelo menos um pouquinho...

Look Barbie

Saia curtinha cor de rosa, top cor de rosa, óculos com armação cor de rosa, bolsinha cor de rosa, tamanquinho cor de rosa e qualquer outra peça de vestuário que puder ser tingida/pintada dessa cor. Assim é composto o Look Barbie. A menos que seu pretendente tenha alguma tara à la Lolita ou também seja apaixonado por cor de rosa, esse é um visual a ser evitado. Você vai ficar parecendo uma criança e, não sei se te avisaram, mas pedofilia é crime, ok?

Boné


Bem como no caso das camisetas regata, eu não esperava um ódio tão visceral das meninas contra o boné! Esse inocente chapeuzinho provoca ira no público feminino de um maneira que eu não imaginava e - convenhamos - elas têm suas razões. O boné deixa um sebinho beeem nojento no cabelo e, dependendo da cor impede um contato ocular mais intenso, se é que vocês me compreendem.

Excessos em Geral

Durante as pesquisas descobri algo fascinante! Existe um dress-code específico para cada encontro. No primeiro, o look tem de ser bem low profile (low profile não quer dizer "mendigo", ok?), você vai caprichando mais na produção conforme o tempo vai passando. Essa é uma tática usada para "não entregar o ouro". Evitar exageros é sempre bom - não só em encontros! - portanto, nada de rebocar a cara com base, nem de se besuntar com gloss - aliás, tem poucas coisas que os homens odeiem mais do que gloss. Keep it simple!

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Gabriella Pascolato

Imagens: Reprodução


Na madrugada de sábado para domingo, faleceu a empresária D. Gabriella Pascolato.

Dona Gabriella erigiu um dos maiores impérios têxteis do país, a Tecelagem Santaconstancia, tornando-se uma das figuras mais influentes do mercado de Têxtil e Moda. 

Perdemos uma das construtoras da moda brasileira.


D. Gabriella e sua filha Costanza


Para saber mais sobre Gabriella Pascolato, leia a entrevista concedida à revista História, da Editora Abril.

Pequena Dissertação Sobre os Cabelos Cremosos

Meu amigo crítico de moda - aquele do século XVIII, ou XIX - voltou a me escrever sobre suas aventuras no transporte público e suas observações sobre os modos e modas femininos. Brindá-los-ei com um excerto da carta:

Imagens: Reprodução


"Uma coisa devo admitir, a vista que tenho do público quando estou sentado no assento preferencial é realmente privilegiada. Não que a vista me agrade, absolutamente; mas não posso omitir que é muito fascinante observar as pessoas. Uma moça em especial chamou-me a atenção.

Não farei menção a seus trajes, pois já se pode supor que eram de mau gosto. O que mais me impressionou foram seus cabelos. Brotavam do escalpo lisos e, à medida em que se passava os olhos por eles, acompanhando o comprimento, via-se que formavam-se ondulações. Ondas essas que, numa espécie bizarra de gradação capilar, iam ficando maiores e mais sem definição. 

Tomei fôlego e tornei a observar aquela cabeleira. Foi então que percebi que aqueles estranhos fios estavam empastados com alguma substância que os tornava brilhantes e pesados. Perguntei sobre a natureza daquele material à senhora que estava ao meu lado, mas ela estava dormindo. Só depois fui descobrir que aquilo se tratava de algo chamado 'Creme para Pentear'.



Afundei-me em pesquisas e descobri que o creme foi realmente concebido para pentear e dar definição aos cachos, e não para tentar tornar as madeixas lisas. E que basta apenas uma pequena quantidade do creme para obter o efeito desejado - o efeito certo, diga-se de passagem. Obviamente, meu objeto de estudo não estava ciente do fato e fez uso de três quartos do pote de uma só vez! Uma aparvalhada, deveras. [...]"

* * *

Eu ainda acho que ele vai acabar apanhando de algum de seus "objetos de estudo"... Gostaria de estar lá para ver. 

P.S. - Um dica: se depois de aplicar o creme para pentear estiver parecendo que você aplicou banha de porco, you're doing it WROOOOONG!!!!!!!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

A Première do filme Coco Chanel & Igor Stravinsky

Ontem, (17/8) o blogueiro que vos fala compareceu à première do filme Coco Chanel & Igor Stravinsky, a convite do Site Chic by Gloria Kalil (@sitechic). A noite estava verdadeiramente congelante, mas isso não impediu que os apaixonados por Chanel comparecessem ao evento.

Imagens: Reprodução


O filme é simplesmente maravilhoso e retrata uma Gabrielle Chanel mais humana do que costumamos ver representada. O figurino é impecável e fascinante. Esse é sem dúvida um filme imprescindível para quem aprecia as roupas, modos e soirées dos anos 20.

Não sei se estou sugestionado, mas a caracterização de Anna Mouglalis a deixou bastante parecida com Marília Pera, que interpretou Gabrielle Chanel divinamente no teatro.




Os brindes (amo brindes!!! @____@) são ótimos! As lojas Marisa ofereceram cupcakes marabeijos (e enormes! Nada de miudezas da Nouvelle Cuisine) e a Corello deu um par de pulseiras de couro. Trèr chic, mes belles!

NÃO PERCAM! A estreia oficial acontece nesta sexta-feira (20/8).

Um pouco mais sobre Coco Chanel

Chanel e sua galere - Da direita à esquerda, Chanel, uma mulher, Igor Stravinsky e sua esposa Katia.


Gabrielle Chanel tornou-se famosa, entre outros fatores, por seu pioneirismo e ousadia. Coco, como é mais conhecida, ousou propôr uma silhueta mais simples - e até mesmo andrógina - a mulher de seu tempo.

Mais do que promover a legitimação das calças compridas para as mulheres, Chanel revolucionou o pensamento de uma geração inteira. Ao se apropriar de elementos do universo masculino, Coco envia à sociedade a mensagem de que mulheres e homens são igualmente competentes e aptos a exercerem as mesmas funções e que a mulher não é apenas um display da fortuna de seu cônjuge - um traço característico do Pós-Revolução Industrial.

Independente, firme e elegante, Coco Chanel é, sem dúvida nenhuma, um dos maiores ícones da moda e do século XX. Viva Chanel!

Fotos do Evento (by Chic)

Zeca Bueno e Gloria Kalil (@gloriakalil)

Eduardo Seemann, do blog Fashion Seriously

Eu... hahahaha (@augusto_paz)

André Ligeiro (@andreligeiro), do Oi Moda e Trendy Fag

A Estilista Karin Feller

Agradecimentos: Site Chic e Agência Cartaz

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Os Temas do Inverno 2011 by Première Brasil

Nos dias 21 e 22 de julho ocorreu a Première Brasil, versão nacional do fórum têxtil de tendências mais importante do mercado da moda. Durante a Conferência de Moda foram apresentados três temas que prometem nortear o inverno 2011. Ei-los.

Rigorosamente Perturbador – O tema consiste na reconstrução dos clássicos, sempre fugindo de convencionalismos. Durante a conferência de moda falou-se em “fantasias protetoras” e “decoração pitoresca”. Um dos pontos ressaltados foi o rigor fluido, traduzido através de tecidos formais, geralmente usados na fazenda de ternos, em versões mais leves e adequadas ao inverno brasileiro. O homem surge sobriamente colorido – leia-se tons fechados como o berinjela – e as micro-estampas aparecem no guarda-roupa masculino. Meus palpites são de que a estética surrealista e bizarra de Tim Burton permanecerá em voga até o próximo inverno. Quem sabe não surge um estilo “bizarre dandy”, com homens misturando tons fechados e micro-estampas como pied-de-poule e florais Liberty?

Referências
Terninho by Marc Jacobs



Os Amantes - Renée Magritte


A cantora Paloma Faith

Floral Liberty


Conquistas Poéticas – Apesar dos tecidos mais pesados, como a lã, a proposta é trazer um inverno 2011 mais vaporoso e suave. Muitas camadas, tons terrosos e pastel e brilhos tímidos. Fala-se em explorar as fronteiras do real, bizarro, tecnológico e poético. Na minha interpretação, vejo uma figura feminina “ladylike hi-tech”. Musselina e tecidos tecnológicos convivendo harmonicamente com o objetivo de criar uma nova silhueta. As estampas abstratas também fazem parte da temática.

Paloma Faith

Missoni


Luella Bartley


Hotpants by Marc Jacobs


Gucci


Galaxy Dress by Stijn Ossevoort


Autêntico Excêntrico – A temática folk aparece aqui com bastante força. Os itens típicos de vários cantos do mundo e as cores fortes contribuem para compor uma imagem descontraída e desconstruída. Fala-se em “incompatibilidades charmosas” e em contrastes entre natural e artificial. As proporções são exageradas e os tecidos mais grossos – Algodão pesado, jacquard, tweed e renda de guipure (Lê-se "Guipir").





H&M


Tênis Converse em Tweed


Prada