quinta-feira, 15 de julho de 2010

Ensaio: Os Cinco Estágios do Luto

"Da vida, a única coisa certa é a morte!"

Já diziam nossas avós. A morte é a única certeza, é o encerramento, a conclusão e ao mesmo tempo em que é tão mística e certeira, a morte é paradoxal e controversa. Apesar de ser única e irremediável, o que a sucede é cercado de dúvida e especulação.  Parando para pensar friamente, nossa atitude frente à morte é também um pouco ilógica. Comovemo-nos tanto com um fato que, de certa maneira, foi premeditado pelo tempo

O morrer é o cessar da existência, por isso a morte nos coloca tanto medo. Queremos viver para sempre e como não somos imortais, tentamos ao máximo deixar nosso legado em vida. Talvez por isso que fiquemos tão injuriados ao sofrermos um revés. Fracassar é morrer um pouco.

Por isso, diante da morte, da doença fatal ou de qualquer perda irremediável - pessoal ou profissional - tende-se a passar por cinco fases: Os Cinco Estágios do Luto. São eles: isolamento, cólera, barganha, depressão e aceitação.

Fomos criados para ganhar e acumular, portanto, o único instante em que aceitamos a morte, verdadeiramente, é quando morremos.











Direção e Produção - Augusto Paz (@augusto_paz)
Edição de Imagem - Gerson Cruz
Modelo - Marcella da Silveira (@maaarcellinha)

Um comentário:

  1. Thiago Phelipe15 julho, 2010

    Minino!
    Que editorial MARABEIJOS! Curti muito todas as fotos, mas principalmente a dos fachinhos de luz, tipo farol à noite.


    :3 prá você

    ResponderExcluir